Bio
Streamer afiliado da Twitch. Top 100 nos Karma Hunters do IGDB. Level 130+ e criador do grupo CQN! no Steam.
Personal Ratings
1★
5★

Badges


Elite Gamer

Played 500+ games

Organized

Created a list folder with 5+ lists

Gamer

Played 250+ games

N00b

Played 100+ games

Listed

Created 10+ public lists

807

Total Games Played

000

Played in 2024

001

Games Backloggd


Recently Reviewed See More

Já imaginou Celeste em 3D? Os desenvolvedores não só pensaram nisso, como também criaram um jogo comemorativo para celebrar o sexto aniversário de Celeste.

Seu objetivo é coletar os 30 morangos espalhados pelo jogo. Alguns estão no mapa principal, enquanto outros estão em mapas com desafios mais difíceis, acessados através de fitas cassetes escondidas no mapa principal.

O jogo não é tão difícil quanto seu antecessor em 2D, mas apresenta momentos que exigem que o jogador quebre a cabeça para superar. Infelizmente, a dificuldade é acentuada por problemas na movimentação em 3D, como escalar a parede e a personagem se movimentar em uma direção diferente daquela pressionada, eventualmente colidindo com espinhos. Além disso, dicas de movimento estão em placas escondidas no cenário, dificultando que o jogador saiba realizar certos movimentos necessários para superar alguns obstáculos.

Ao longo do jogo, você terá a oportunidade de se reunir com personagens conhecidos, como a vovó, o Theo e a Badeline, proporcionando diálogos aconchegantes que ajudam a matar as saudades desses personagens.

Apesar de suas falhas, o jogo é um projeto comemorativo gratuito desenvolvido em aproximadamente uma semana pela equipe. Para os fãs de Celeste, é uma experiência imperdível.

Joguinho onde você acorda e descobre que foi de F e está no paraíso. Você encontra o Passarinho (agora a gente sabe o que o Twitter foi fazer quando isso aqui virou X) que te auxilia nessa nova vida e te ensina a pescar para se alimentar e ganhar dinheiro (sim, tem capitalismo até no paraíso).

Você não é obrigado a trabalhar aqui, mas acaba fazendo para conseguir umas coisas para si e, eventualmente, ajudar os outros habitantes do paraíso com os quais você começa a nutrir uma amizade. Então tenha em mente que no geral você irá pescar pedidos de outras pessoas para evoluir na amizade que tem com elas.

Agora PRESTEM ATENÇÃO, porque esse jogo é uma armadilha. Você abre pensando que vai ser um joguinho bobo e que logo você deixa pra lá e quando você percebe já está viciado na arte da pesca, adorando os outros moradores do paraíso e decorando a sua casa. Eu REALMENTE não sei explicar como uma ação de pesca tão simples pode ser tão viciante, mas é, eu me vi tendo expectativas de aparecer o peixe que eu queria, conseguir peixes novos e de melhorar a minha vara ( ͡° ͜ʖ ͡°).

Enfim, esse jogo foi uma grande surpresa, sendo o jogo perfeito para você relaxar e só viver o momento.

Nesse jogo você controla Yono, uma aprendiz de exorcista que se vê em uma casa assombrada por "ayakashis", que são uma espécie de monstros/espíritos.

Visualmente lembra um jogo de RPG Maker, mas eu diria que a jogabilidade se assemelha mais à um survival horror (como algum Resident Evil clássico) onde você tem recursos limitados espalhados pela casa em um espaço de itens mais limitado ainda e você vai precisar administrar o uso de itens como velas, comida para não morrer de fome e munição (mas calma, você poderá usar o cenário ao seu favor contra um ayakashi).

Voltando a falar dos gráficos: Apesar de lembrar um RPG Maker, eu ainda acho que Shinonome se destaca. Os cenários não são grandes coisas (ou pelo menos eu não sou muito fã da mescla do cenário 3D com personagens 2D), mas a pixel art do jogo tem um grande charme e eu fiz questão de escolher uma imagem do jogo com o portrait da Yono porque foi um aspecto visual que achei lindo.